O Fino da Bola

Blog de Futebol e Podcast de Futebol e outros Esportes

O Fino da Bola - Blog de Futebol e Podcast de Futebol e outros Esportes

As 4 armas do Atlético campeão

Nesta última quarta-feira o Atlético venceu o Olímpia e se sagrou pela primeira vez campeão da taça Libertadores da América. A campanha do Galo foi muito boa na primeira fase, teve um clássico brasileiro e jogos complicados na fase final do campeonato. Mas observando a campanha do Atlético eu quero colocar alguns fatores que ajudaram a fazer do time o atual campeão da América. Vamos a eles:

reuniao

Garra – primeiramente o time foi valente em todos os jogos, mesmo naqueles em que ele não jogava bem conseguia se sobressair com muita raça. Sempre que o time voltava para casa com o resultado adverso os jogadores diziam nas entrevistas que dariam sangue para mudar o resultado. Na final contra o Olímpia muitas vezes essa garra falou mais alto que a técnica. Os jogadores que mais desempenharam tal vontade durante a campanha foram Pierre, Réver e Vítor.

Torcida – sem duvidas, o que motivava os jogadores a fazerem de tudo dentro de campo era a torcida do Galo, que não parava de gritar um instante e fez o estádio Independência se transformar no famoso Horto, com a frase “caiu no Horto ta morto”. Nas partidas semifinais e na grande final a torcida agregou mais uma canção no seu  repertório: “Eu acredito”. Desta forma o time correspondeu as expectativas, correndo não somente por eles, mas por uma massa de torcedores do Atlético.

Ronaldinho – ele foi contestado por muitos, diziam que ele não daria certo no Atlético. Disseram que o Atlético era um time de renegados, mas o camisa 10 mostrou que a historia não é bem assim. É verdade que ele não esta nas suas melhores condições, não é mais o mesmo Ronaldinho dos tempos de Barcelona, só que ele vem fazendo a diferença com sua postura com o time e sua vontade de ganhar. A cada jogo Ronaldinho incentiva os companheiros, abraça cada um deles e motiva cada um a fazer o seu melhor. A experiência de Ronaldinho ajudou bastante e assim se tornou uma das armas do Atlético.

Sorte – em um tom de humor esta aqui uma arma que não poderia faltar, pois todos os vencedores tem a sorte a seu favor. Lembre-se do pênalti defendido por Vítor contra o Tijuana. Realmente teve o talento do goleiro, mas se pensarmos que foi no último minuto da partida, então podemos falar que houve uma parcela de sorte. E na final contra o Olímpia também teve o lance em que o atacante escorregou sozinho quando tinha chances claras de fazer o gol. Pois é, a sorte acompanha mesmo os vencedores. Coloquei aqui alguns fatores que ajudaram o Atlético.

AtleticoMG_campeao_Libertadores_BrunoMagalhaes_AP_24072013_630_360

Convido a todos a deixarem nos comentários a sua opinião, o que você enxergou como ponto positivo nesta campanha do Atlético?

Categoria: Post
  • Douglas diz:

    HAHA podescrer, 4 passos para ser campeão, e tem um último aee que foi muito citado, tanto pelos jogadores como pelo técnico… A FÉ, os caras em nenhum momento perderam a fé deles…Torcida ajudou também com o “eu acredito” …Muito bomm!!!

    • Rodrigo Pastorello diz:

      Realmente Douglas, a fé foi algo fundamental nesta equipe, a certeza de algo aconteceria, no caso deles o titulo!

    • Rafael oliveira diz:

      Um time completo Douglas, muito boa a sua colocação cara, o time nunca desistiu em nenhum momento.

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*

*