O Fino da Bola

Blog de Futebol e Podcast de Futebol e outros Esportes

O Fino da Bola - Blog de Futebol e Podcast de Futebol e outros Esportes

Especial Copa das Confederações: BRASIL

Seleção Brasileira de Futebol – Canarinho

  • Posição Ranking da Fifa: 19º
  • Disputa a Copa das Confederações por ser o país sede.

selecao_camisa_brasil

O Brasil é o maior vencedor da história da Copa das Confederações, com 3 títulos (1997, 2005 e 2009).

Curiosamente ou coincidentemente Continue lendo

Enfim, começa (ou não) o Paulistão 2013

O Paulistão é, com certeza, o campeonato regional com a fórmula mais esdrúxula  do Brasil.

Foram 190 jogos disputados desdejaneiro, classificaram-se 8 equipes para um mata-mata. Que na verdade não chega a ser um mata-mata. É apenas mata. Jogo único onde a “vantagem” de quem chegou nas primeiras colocações é jogar em casa.

Nenhum campeão de turno, nenhum jogo valendo de verdade.

Um campeonato feito para preencher a grade televisiva da Globo.

O São Paulo, que foi o primeiro colocado, pode num empate e disputa de pênaltis dar adeus ao campeonato.

Palmeirenses e corintianos verão seus times jogarem longe da cidade.

O que causa, cada vez mais, desinteresse pelo campeonato que já foi o mais importante do país.

Meus palpites para os jogos das quartas:

São Paulo x Penapolense – São Paulo

Ponte Preta x Corinthians – Ponte Preta

Santos x Palmeiras – Santos

Mogi Mirim x Botafogo-SP – Botafogo-SP

Palpites secos para as oitavas da Libertadores!

Na próxima semana começam os testes para cardíacos com a fase de mata-mata da Libertadores.

Deixarei meus palpites, já considerando os jogos de ida e volta, eis os meus eleitos para as batalhas das quartas-de-final:

libertadores-2013

Atlético-MG vs. São Paulo - São Paulo

Palmeiras vs Tijuana - Palmeiras

Corinthians vs. Boca Juniors - Corinthians

Vélez vs. Newells - Vélez

Santa Fé vs. Grêmio - Santa Fé

Nacional vs. Garcilaso - Garcilaso

Olímpia vs. Tigre - Olímpia

Fluminense vs. Emelec - Fluminense

E como diria o poeta Galvão: “Haja coração, amigo!!”

Palmeiras classificado para as oitavas na Libertadores.Torcer e vibrar, sim… se iludir, não!

E não é que contra todos os prognósticos de Jucas, Casagrandes e afins, o Palmeiras se classificou para as oitavas da Libertadores?

Estive nos três jogos dessa primeira fase no Pacaembú, e o que posso dizer é que os jogadores palmeirenses estão correndo demais. Dividem cada bola como se fosse a última de suas vidas. Se falta técnica, vai na base da vontade.

torcida-palmeiras

E até as invenções do Kleina, colocando o Juninho de meia, Marcelo Oliveira de zagueiro, Wesley de atacante tem surtido efeito.

Acho bastante representativa essa classificação do Palmeiras, há apenas duas semanas ecoavam os 6 gols do Mirassol, numa das noites mais infelizes da história palestrina.

É importante para a instituição recuperar a auto-estima, e isso facilita bastante o trabalho da diretoria pra colocar a casa em ordem. Quanto menos motivos para crise, melhor.

Para o torcedor a hora é de torcer e vibrar com essa fase. Mas há um senso comum entre a torcida de que não dá pra se iludir. Chega uma hora em que só vontade não adianta. Todos sabem das limitações do elenco.

Mas como sonhar (ainda) é de graça. Vai que, né!

Avanti Palestra!

Palmeiras, uma vergonha sem fim!

E realmente foi verdade, o Palmeiras tomou 6 gols no primeiro tempo do Mirassol. E encheu mais um pouco seu baú de vergonhas.

Não dá nem para ficar triste, o sentimento é de vergonha mesmo. De incredulidade diante dessa situação.

Ainda ontem, antes do jogo, comentei no trabalho: “Mesmo que eu esteja puto com Palmeiras, o dia em que ele joga torna o meu dia mais bacana.”

Agora, depois desse vexame, nem esse sentimento dá pra ter mais nos próximos dias (ou meses). Não sei quanto tempo essa desilusão irá durar.

A única coisa que dá pra ser feita agora é trocar o treinador. O Gilson Kleina é fraco demais. E essa vergonha é culpa exclusivamente dele.

E pra finalizar, lembrando daquela filosofia de boteco: “Nada é tão ruim que não possa piorar!” Essa parece ser a sina do Palmeiras.

Nuvem negra sobre Palmeiras e São Paulo e os questionados Gilson Kleina e Ney Franco.

Nos últimos tempos dizer que o Palmeiras está em crise é redundante.

Apesar da nova presidência, as coisas ainda não entraram no eixo. Brigas, lesões, polêmicas e fofocas continuam frequentando o dia-a-dia do clube.

Já no São Paulo, crises não costumam perdurar. Não existem muitos vazamentos de informações e o time costuma viver em águas calmas.

No entanto, nas últimas semanas uma nuvenzinha de crise parece ter estacionado pelos lados do Morumbi. Apesar do bom elenco, o time não se acertou e os maus resultados na Libertadores ajudam nessa maré ruim fora de campo.

O que vejo em comum nessa fase atual de Palmeiras e São Paulo são os técnicos.

Gilson Kleina e Ney Franco, Libertadores deve selar o destino dos treinadores.

Gilson Kleina e Ney Franco, Libertadores deve selar o destino dos treinadores.

Gilson Kleina pode até ser bom na Ponte Preta, mas, definitivamente, não é o cara certo para o Palmeiras. Se antes, Felipão insistia com o Luan, o atual técnico insiste com Vinícius. Pode-se dizer que o elenco do Palmeiras não é dos melhores, mas existem outras alternativas. O time continua sem padrão e sem motivação. E isso é obrigação do treinador.

Ney Franco parece ter perdido o grupo, e isso fica evidente na atitude de alguns atletas. Ganso e Lúcio torcendo o nariz nas substituições, Luis Fabiano não comemorando gol. Ao meu ver, reflexo do trabalho do treinador.

Esses dois técnicos podem ser bem intencionados, terem boas ideias e etc. Mas não são para times com a grandeza de Palmeiras e São Paulo.

Se trocar de técnico não é uma prática louvável, em alguns casos, se faz necessária. Me parece ser o caso para ambos.

As prováveis eliminações na Libertadores devem decretar o fim da linha para Kleina e Ney Franco.