Palpites para as semifinais de conferência da NFL

  • No sábado, 12 de janeiro – às 19h30 pela AFC: Denver Broncos x Baltimore Ravens.

Dois monstros da história recente da NFL frente a frente: (talvez) o melhor quarterback de todos os tempos, Peyton Manning x (talvez) o melhor linebacker de todos os tempos, Ray Lewis.

A defesa dos Ravens que já não é mais tão efetiva quanto anos anteriores (#17), mas ainda continua sendo uma das mais hostis da NFL. No ataque, Joe Flacco (QB) terá que jogar muito para superar a 2ª melhor defesa da liga. Aposto que insistirá demais nas corridas de Ray Rice. Do outro lado, Manning lidera o 4º melhor ataque, especialmente no jogo de passe. Ele terá que lançar rápido para evitar pressão da defesa, e lançar rápido é uma das coisas que ele faz de melhor.

Meu palpite: Broncos.

  • No sábado, 12 de janeiro – às 23h pela NFC: San Francisco 49ers x Green Bay Packers.

Um clássico da NFL e o jogo mais eletrizante dessas semifinais. São dois grandes times, equilibrados, bons ataques, boas defesas. A questão é: como será a atuação de Colin Kaepernick (QB 49ers) no seu primeiro jogo de playoff? San Francisco deve investir no jogo de corridas, o 4º melhor da liga, enquanto Aaron Rodgers (QB Pacs) deve espalhar seu jogo para surpreender a 3ª melhor defesa da NFL. Insisto há 3 anos com um Super Bowl entre Pacs x Pats, mas…

Meu palpite: os fortinhos de San Francisco.

  • No domingo, 13 de janeiro – às 16h pela NFC: Atlanta Falcons x Seattle Seahawks.

Jogo dos extremos. Falcons têm o 8º melhor ataque, Seattle o 17º; Seattle tem a 4ª melhor defesa, Falcons têm a 24ª. E não para por aí. No ataque o time de Atlanta tem o 6º melhor jogo de passe, mas apenas o 29º jogo corrido; já os Seahawks têm o 27º jogo de passe e o 3º melhor jogo de corrida. Confiança é tudo e nisso, nos playoffs, os Falcons ramelam – especialmente Matt Ryan (QB). Do outro lado Russell Wilson está com tudo e os Seahawks voando nessa fase do campeonato. Extremos…

Meu palpite: Seahawks.

  • No domingo, 13 de janeiro – às 19h30 pela AFC: New England Patriots x Houston Texans.

Quando olhamos os números e vemos que New England tem o melhor ataque (#1) da liga, sendo 4º no passe e 7º na corrida, extremamente equilibrado, fica até fácil ignorar os números da defesa, apenas a 25ª. É aquele negócio, leva 21 pontos, mas faz 42!  Houston tem um ótimo time, também bem equilibrado (7º melhor ataque e defesa), mas Matt Schaub (QB) é da mesma linhagem de Flacco e Ryan (!), por isso Brady boy levará seu time para mais um confronto com Manning nas finais de conferência. Será a barbada dessas semifinais.

Meu palpite: os patriotas da Nova Inglaterra.

E aí, quais são seus palpites para as semifinais de conferência da NFL?

Grêmio Novorizontino e a Copa São Paulo de Futebol Júnior

Quem acompanha o FDB sabe que estou longe de ser fã da Copa São Paulo de Futebol Júnior e sempre a critico como uma “feira de atletas”, mas domingo passado decidi fazer um passeio diferente…

Eu estava de férias no Vale Formoso, distrito de Novo Horizonte, olhei a tabela da Copinha e resolvi: simbora conhecer o estádio Jorge Ismael de Biasi, palco do jogo da final do Paulistão de 1990. Grêmio Novorizontino (leia aqui sobre a volta do Tigre) x Desportiva Ferroviária.

E 13h50 lá estou eu… Na porta do setor coberto – lembrando que a Copinha não tem cobrança de ingresso na maioria dos jogos.

Uma linda versão do hino nacional em viola acústica, e em campo, perfilados, um troncudo time capixaba e um franzino escrete novorizontino loucos para jogar para os mais de 3.000 presentes – quase 10% da população. A cidade compra o time. Não tem explicação da “licença” da equipe no que depende da torcida da cidade.

Em tempo: a explicação do time franzino está na faixa etária: os atletas tem de 15 (completando 16 em 2013, o limite mínimo da competição) a 17 anos.

Com a bola rolando no forno do Tigre (não há exagero: sentar ali, só com o chinelo na bunda… Apenas a camisa não resolvia), a equipe da casa foi pra cima, e fechou, com um passeio, o primeiro tempo em 3×0. E era pra ter sido uns 6, não fosse a inexperiência do jovem camisa 10 Alisson, que perdeu boas chances mesmo tendo feito o terceiro gol.

No segundo tempo – que só assisti, pois o céu acinzentou, surgiu o vento, e foi possível, após três copos de água, manter-me no local – aos 21 minutos, quando a Desportiva já havia descontado de pênalti e o time local já havia feito as três substituições, muitos outros jogadores foram sentindo o cansaço e jogando no sacrifício. O bom centroavante Batista, que foi um dos poucos que resistiu sem uma queda, me chamou a atenção por não perder um lance no jogo de corpo para os zagueiros grenás. O meia atacante Alan e o capitão do time (não lembro o nome agora) foram outros bons destaques.

Cabe também destacar os bons trabalhos do técnico Alex Garcia e do presidente, Genilson, ex-atacante do time vice-campeão paulista de 90, que faz questão de deixar claro que o amor move o “novo” Novorizontino. Mas é preciso gerir com a razão!

Asterisco

A primeira rodada teve alguns destaques, como as goleadas do Audax-SP, Internacional, São Paulo e Palmeiras e os tropeços de Corinthians e Flamengo. E inclusive, muito mais equilíbrio e menos sovas homéricas como em edições anteriores. Mas começo não é muito parâmetro mesmo. Afinal, com 100 times, não se espere mais que a tradicional “feira de atletas”.

Quatro vezes Messi!

O argentino foi eleito pela quarta vez consecutiva o melhor jogador do planeta. 

Inquestionável!

Dizer o quê?

 

2012 ainda não acabou para o Palmeiras

O ano é novo, mas para o Palmeiras, o pesadelo de 2012 ainda perdura.

Uma data de eleição estúpida trava qualquer tipo de reformulação no clube. Tirone não larga o osso e não ajuda em nada para um planejamento decente em 2013.

Mais de 20 jogadores dispensados. Apenas duas contratações, e o retorno de Souza, que estava emprestado.

César Sampaio trabalhando sem contrato – aposto que será dispensado, sem o minímo de consideração após as eleições.

Assunção fora, sem acordo de renovação. Com a bola rolando, sua utilidade é questionável, mas seria uma figura importante para compor o elenco da Libertadores e da Série B.

Valdívia continua com a preguiça e falta de caráter habitual, não teve nem a dignidade de se apresentar no dia correto.

Como vislumbrar um ano vitorioso, se o o novo presidente assume com o Paulistão rolando e a poucos dias da estréia na Libertadores?

É muita irresponsabilidade e amadorismo para um clube com a história do Palmeiras.

Pior do que ser pequeno em tamanho, é ser pequeno em atitude. Nisso, os senhores que administram o clube são campeões.

Resultados da primeira rodada dos playoffs e os classificados para as semifinais da NFL

Após os jogos da primeira rodada dos playoffs da NFL, temos definidas as oito equipes que se enfrentarão nas semifinais de conferência da liga de futebol americano.

Confira os resultados do Wild Card Round:

Houston Texans 19 x 13 Cincinnati Bengals – jogo chato em que a defesa dos Texans segurou o ataque dos Bengals. Destaque para o running back Arian Foster (HOU) com 140 jardas corridas e o artilheiro do jogo, Shane Graham (HOU), com 4 field goals (12 pontos).

Green Bay Packers 24 x 10 Minnesota Vikings – conversando na tarde de sábado com @anderson_fdb (torcedor dos Packers) ele comentou que quem faria a diferença no jogo seria Christian Ponder, QB dos Vikings, que jogou bem na última vitória do time sobre GB e mal na derrota do começo da temporada. Acontece que Ponder sentiu contusão no cotovelo e não jogou, assim, vitória fácil dos Packers em casa.

Baltimore Ravens 24 x 9 Indianapolis Colts – jogo sonolento em que a defesa do Ravens, que contou com o retorno do linebacker Ray Lewis, segurou o QB calouro Andrew Luck e venceu o jogo tranquilo. Como esse foi o último jogo de Ray Lewis em Baltimore (ele anunciou aposentadoria no final da temporada), o LB foi para o time de ataque no último lance da partida, encerrando sua participação frente à torcida dentro de campo.

Washington Redskins 14 x 24 Seattle Seahawks – o que seria o jogo mais eletrizante dessa rodada começou com uma surra dos Redskins no primeiro quarto (14×0), mas seu excelente QB calouro Robert Griffin III sentiu contusão no joelho e já no segundo quarto Seattle igualava o jogo (14×13). No segundo tempo da partida, enquanto a contusão de Griffin piorava, Seattle entrava cada vez mais no jogo com seu também excelente QB calouro Russell Wilson, o trator de RB Marshawn Lynch e sua agressiva defesa.

Agora temos pela Conferência Americana os seguintes confrontos:

  • Denver Broncos x Baltimore Ravens
  • New England Patriots x Houston Texans

Pela Conferência Nacional as partidas são as seguintes:

  • San Francisco 49ers x Green Bay Packers (Nogueira x Bronquinha)
  • Atlanta Falcons x Seattle Seahawks

As semifinais de conferência acontecem no próximo fim de semana, dias 12 e 13.

Alexandre Pato é contratado pelo Corinthians

Do Blog do Paulo Monteiro

A Fiel pagou o Pato

A locospirose infectou mais um – fonte: www.corinthians.com.br

Calma, sem trocadilhos pejorativos a essa expressão antiga, pelo contrário, é um elogio.

A parceria do Corinthians de hoje é diferente.

As tais “co-gestões” tão elogiadas pela mídia em alguns times no passado, usando dinheiro estrangeiro não existem mais.

Até mesmo nosso time teve esses parceiros de fora.

Para comprar Tévez por milhões teve que vir a MSI, Luizão a Hicks.

Hoje o clube investe muito mais do que qualquer uma dessas parcerias do passado, com recursos próprios sem ter que dar satisfação a outro CNPJ.

De 2007 pra cá mudou.

Primeiro que os nossos 2 centroavantes eram Clodoaldo e Finazzi, hoje são Guerrero e Pato.

Segundo que graças ao Fiel Torcedor, programa de compra de ingressos via internet, o melhor do momento e que apesar de um probleminha aqui e ali quanto a servidor em dias de jogos importantes e 2 planos caros, é disparado um sucesso no plano da arquibancada, sem filas na porta, benefícios para virar sócio do clube com desconto no título e comodidade.

Quase todos os ingressos vendidos para os 3 primeiros jogos da Libertadores 2013, o clube antecipou receita e já pode usar parte desse $ para pagar as parcelas do Pato.

Ano passado a arrecadação de ingressos foi recorde e praticamente empata com o preço da contratação do Pato.

Receita de TV também é dinheiro da Fiel Torcida, afinal vem graças ao enorme Ibope que damos, e até mesmo ibope que os chiliquentos antis nos deram vendo o jogo do Tachira até meia noite.

Não é a toa que o SporTV passou Corinthians x Chelsea 945 vezes e a Fox Sports Corinthians x Boca umas mil e trezentas.

Foram mais reprisados do que qualquer episódio do Chaves no SBT.

Venda de camisas, rede de lojas também. A loja oficial da Poderoso Timão no clube esta lotada, na sua frente passa a enorme fila para ver a taça do mundial.

E se outra fonte de receita nos patrocina, a Caixa, é porque o time tem uma gigantesca carteira de futuros correntistas e exposição na mídia.

Ontem teve jornalista invejoso perguntando se teve isenção fiscal pra compra do Pato, respondi que foi com parte do $ da Fiel e parte da Caixa, que também patrocina o programa do mesmo jornalista no canal de TV em que trabalha, bancando toda cobertura das olimpíadas na cara Londres.

Não precisamos mais de $ de fora.

Se Pato vai dar certou ou não o risco é igual a qualquer outra contratação, quem diria em 2010 que Ralf e Paulinho seriam o que são hoje?

A torcida pagou o jogador com o dinheiro “público” da Fiel.

Como disse o ex-presidente Andrés Sanchez, irão precisar de um binóculo para enxergar o Corinthians.

Paulo Monteiro é corintiano, arquiteto e corredor, graças a Deus. É um dos maiores defensores de Tite e Danilo desde sempre… Confira o Blog do Paulo Monteiro aqui.

Definidos os classificados para os playoffs da NFL

Domingo passado, ou melhor, ano passado, 30/12, rolou a última rodada da temporada 2012/13 da NFL e agora temos definidos os 12 times que disputarão duas vagas para o Super Bowl XLVII em New Orleans no dia 03 de fevereiro.

Pela Conferência Americana os times classificados já eram conhecidos, faltava apenas a definição dos byes e dos mandantes de campo na primeira rodada dos playoffs.

Com a derrota de Houston, até então melhor time da conferência, na última rodada, a primeira colocação ficou com o Denver Broncos, seguido pelo New England Patriots. Broncos e Pats descansam na primeira rodada e jogam a “semifinal” em casa.

O Houston Texans caiu para a 3ª colocação e enfrenta o Cincinnati Bengals em casa. Baltimore Ravens x Indianapolis Colts, em Baltimore, fazem o outro jogo da primeira rodada dos playoffs.

Esse é o caminho para o Super Bowl XLVII

Na Conferência Nacional além do bye e dos mandos de campo, cinco times brigavam por duas vagas na pós-temporada. E a última rodada foi emocionante…

O NY Giants precisava vencer e torcer contra outros 232 times, mas o que importava era o jogo do Chicago Bears, realizado no mesmo horário da partida dos Giants. Se Chicago vencesse, bye bye NY – atuais campeões do Super Bowl. E Chicago venceu…

Para Chicago só a vitória não bastava, precisava torcer contra Minnesota – que jogaria na sequencia contra Green Bay. Os Packers queriam a vitória para garantir bye na primeira rodada. E faltando segundos para o fim do jogo Minnesota garante a classificação com um field goal (37×34) e manda dois byes: um bye bye Bears para a temporada e bye bye descanso para os Packers.

Assim os byes e mandos de campo nas “semis” ficaram com Atlanta Falcons, que já estava garantido com a melhor campanha da conferência, e San Francisco 49ers.

Mas faltava ainda uma vaga! Com a vitória dos Vikings, o Sunday Night Football era de vida ou morte para Washington Redskins e Dallas Cowboys. E nesse confronto um tanto quanto simbólico, dessa vez os peles-vermelhas colocaram os vaqueiros para correr!

Assim temos na primeira rodada dos playoffs: Minnesota Vikings x Green Bay Packers – só que agora em Green Bay – e Washington Redskins x Seattle Seahawks na capital americana.

Confira na imagem acima a classificação, campanha e o caminho dos times até o Super Bowl XLVII e ainda essa semana uma análise dos confrontos da primeira rodada dos playoffs da NFL.

Asteriscos:

Nunca um time conseguiu vencer o Super Bowl em casa e nessa temporada a profecia se fez valer com a campanha de 7-9 do New Orleans Saints.

Os critérios de desempate e classificação da NFL são malucos, o que faz com que o eliminado Chicago Bears fique na frente de Cincinnati, Minnesota e Washington na classificação geral da liga, confira aqui.

No link acima, só que de baixo para cima, você confere a ordem de escolhas para o Draft 2013. O Kansas City Chiefs ficou com a pior campanha da temporada (2-14) e terá o direito da primeira escolha.

Verdades sobre o fim do mundo e o calendário Maia

Muita coisa rola no universo que nunca sabemos, ou saberemos. Mas essa história do fim do mundo e do calendário Maia tá meio mal contada.

Assim, o Fino da Bola, com seu repórter Bronquinha decidiu investigar e descobriu muitas verdades sobre essa data.

Antes de mais nada, o calendário Maia não acaba no fim do mundo. O “fim do mundo” nada mais é que uma data numa mensagem subliminar. Até porque os mais, no seu calendário, não contemplavam aquelas 6 horas (arredondadas) responsáveis pelos anos bissextos. Assim, a programação deles estaria retardada, o que já desfundamentaria a data do final de ano de 2012.

Bom, mas isso não importa: por que o mundo acabaria em 2012? Como eu disse, os fatos ocorridos levam a isso, e mostram o fim dos tempos:

A cena inicial que marca o ano que não existiu: 2012!

- Aliança entre Lula e Maluf: primeira grande mostra do fim dos tempos. É como se Estados Unidos e União Soviética, em plena Guerra Fria decidissem criar um projeto conjunto de ônibus espacial. Coisa de maluco.

- Morte de Oscar Niemeyer: não é possível. Todos tínhamos quase certeza que ele era imortal!

- Título da Libertadores e do inédito Mundial Interclubes do Corinthians: esse é o sinal mais sintomático do fim do mundo. E tenho ligeira impressão que nos últimos minutos desta segunda-feira, 31 de dezembro de 2012, o ano de 2012 será apagado da memória de todas as pessoas, e o ano de 2012 será o ano que não existiu!

Glifos maias: “2012 será o ano que não existiu: dividirá a história do mundo.”

E o mais sério: está escrito nos glifos maias, como você pode ver acima! O próprio Schiavi é um enviado do deus maia do tempo, assim como Cássio!

Neymar, por exemplo, na eliminação santista na semifinal, estava enfeitiçado pela pedra maldita do Yucatán.

Diego Souza, nas quartas, teve segundos de cegueira por intermédio de espíritos de maias guatemaltecos.

E no Japão? Japão não foi tomada pela maré corintiana, e sim, pelos espíritos maias da divisão dos tempos de Chichén Itzá: cada um deles ocupou um torcedor corintiano e um jogador do Chelsea, paralisando-os.

Assim, o segredo foi decifrado: o mundo não acaba em 2012.

2012 é o ano que não existiu!

Última rodada e a disputa para os playoffs da NFL 2012

No próximo domingo, 30/12, teremos a última rodada da temporada regular 2012/13 da NFL.

Nessa última rodada serão definidos os times classificados para os playoffs e suas devidas posições no ranking das finais. Não manja nada? Então se liga: classificam-se 6 equipes de cada conferência – os vencedores das 4 divisões + 2 times pelo Wild Card (repescagem). Os dois melhores de toda a conferência descansam (bye) na primeira rodada, ou seja, já estão nas “semifinais”. Os outros 4 se enfrentam nas “quartas de final”.

Pelos lados da Conferência Americana, quase tudo definido. Os seis times classificados para a pós-temporada já são conhecidos, falta apenas a definição de quem descansa na primeira rodada dos playoffs e quem mandará seus jogos em casa. Confira:

AFC Sul: Houston Texans (12-3) joga contra o Indianapolis Colts (10-5) fora de casa e garante a 1ª colocação da conferência (e a folga na 1ª rodada) com uma vitória. Se perder tem que secar Denver e New England.

AFC Oeste: Denver Broncos (12-3) joga contra o Kansas City Chiefs (2-13 – pior time da NFL) em casa. Para ficar com a 1ª posição da conferência tem que vencer e torcer contra Houston. Se perder… Deixa pra lá, é impossível perder para os Chiefs!

AFC Leste: New England Patriots (11-4) joga contra o Miami Dolphins (7-8) em casa. Para ficar em primeiro na conferência tem que vencer e torcer por tropeços de Denver e Houston. Se apenas um desses perder e NE vencer garante bye na 1ª rodada.

AFC Norte: Baltimore Ravens (10-5) venceu a divisão, mas como tem a pior campanha entre os campeões de divisão, terá que jogar a 1ª rodada dos playoffs.

Wild Card (repescagem): Indianapolis Colts (AFC Sul) e Cincinnati Bengals (AFC Norte). Os times classificados através do WC jogam todas fora de casa.

Já pelos lados da Conferência Nacional, apenas uma certeza, que o Atlanta Falcons é o 1º colocado geral. De resto, muitas indefinições… Confira:

NFC Sul: Atlanta Falcons (13-2) venceu não só a divisão como já garantiu a 1ª colocação da conferência. Jogará todas as partidas dos playoffs em casa e descansa na primeira rodada.

NFC Norte: Green Bay Packers (11-4 – time do Bronquinha) joga contra o Minnesota Vikings (9-6) fora de casa e garante bye na primeira rodada com uma vitória. Se perder torce contra San Francisco e Seattle.

NFC Oeste: San Francisco 49ers (10-4-1 – time do Nogueira) e Seattle Seahawks estão classificados, porém lutam pelo título da divisão. SF tem que vencer seu jogo contra o Arizona Cardinals (5-10) em casa para ficar com o título e torce contra Green Bay pelo bye na primeira rodada dos playoffs. Seattle tem que vencer em casa o St. Louis Rams (7-7) e torcer contra SF para ficar com a divisão e contra GB pelo bye.

NFC Leste: Washington Redskins (9-6) e Dallas Cowboys (8-7) duelam em Washington para saber quem será o campeão da divisão. Para os Redskins basta uma vitória. Se perder ainda garante vaga nos playoffs se Chicago e Minnesota tropeçarem. Para os Cowboys só a vitória interessa. Se perder nem Wild Card salva.

Wild Card (repescagem): uma vaga já é da NFC Oeste, resta saber quem entra pela porta dos fundos: 49ers ou Seahawks. Outros 4 times disputam a última vaga para a pós-temporada. A situação mais simples (de explicar) é a do Chicago Bears (9-6 – meu time). Basta vencer o Detroit Lions (4-11) fora de casa e torcer contra Minnesota. O Minnesota Vikings joga em casa contra os Packers e precisa vencer. Se perder tem que secar Bears, Cowboys e Giants. O New York Giants (8-7 – possível time do Fábio), atual campeão do Super Bowl, precisa vencer em casa o Philadelphia Eagles (4-11) e torcer por tropeços de Cowboys, Bears e Vikings. E ainda tem o Washington Redskins, que se perder dos Cowboys pode se classificar com derrotas conjuntas de Bears e Vikings.

Os jogos entre [email protected], Green [email protected] e [email protected] terão transmissão dos canais ESPN e do Esporte Interativo a partir das 16h00 – com destaque para o último confronto no Sunday Night Football.

Ah, se você está se perguntando por onde anda o time do Montanha, o Oakland Raiders (4-11) tem a 4ª pior campanha da NFL e cumpre tabela fora de casa com o San Diego Chargers.

Go Bears e #chupamontanha.

Museu do futebol, nós fomos lá

Na última quarta-feira, 26/12, decidimos fazer a nossa confraternização de fim de ano no Museu do Futebol.

Eu era o único que conhecia, mas só de vista, pois fui numa excursão escolar que é muito rápida.

Vou falar sobre algumas coisas que presenciamos e conhecemos do museu.

O museu fica debaixo das arquibancadas do Pacaembu e não é permitido fotografar lá dentro – essa é a única coisa chata de lá.  Logo na entrada tem uma série de fotos antigas de símbolos, selos e flâmulas de times que conheço e muitos que eu nunca ouvi falar (o Bronquinha garantiu que sabe a história de todos). Ao lado tem uma sala que de tempos em tempos muda sua exposição, no dia que eu estive lá a exposição era sobre futebol para cegos, e nesta quarta era sobre árbitros, o Montanha ficou muito puto com o viado que meteu a mão no Santos sensibilizado ao ver o depoimento do Márcio Rezende de Freitas!

A seção que tem narração de rádio é uma das mais emocionantes e o Fábio Almeida chorou bastante ouvindo narrações como a do Osmar Santos que foi homenageado por nós aqui no Fino. Na mesma sala você assiste a gols com histórias contadas por pessoas como Galvão Bueno, que achava ser ele o problema do Brasil não ganhar uma Copa do Mundo.

Subindo um lance de escadas você se sente como um jogador entrando no estádio (Edu Zanardi fez até o sinal da cruz e entrou com o pé direito) assistindo as manifestações das torcidas, muito [email protected]#%, principalmente para quem só conta a história do lado de quem está torcendo.

Bacana também são pequenas salas temáticas com imagens de lances do futebol, como dribles, gols, defesas entre outros, com narração de especialistas do futebol como Juca Kfouri.

Ao entrar em uma sala escura, até meio sombria, buscando retratar o momento, você assiste o Maracanazo, para na sequência entrar na ala das Copas do Mundo com vídeos, imagens e histórias de todos os mundiais.

Essa é de algum cara famoso que eu não me lembro bem o nome…

Mas o que eu achei mais legal é a parte exclusiva para as regras do futebol, com muitas ilustrações, curiosidades e textos sobre tudo que gira em torno do esporte. Foi nessa parte que eu descobri, por exemplo, que no começo do século os jogadores usavam pano na cabeça para não se cortarem com as costuras da bola.

A parte mais besta sem dúvida é o cinema 3D, não sei se a apresentação é sempre a mesma, mas fica passando o Ronaldinho Gaúcho fazendo embaixadinhas e uma animação de um esqueleto fazendo o mesmo, sofrível, o pessoal acabou nem assistindo.

Ao final paramos no Bar O Torcedor que fica ao lado, o pessoal da cozinha tinha dado o cano e tomamos uma bela canseira para comer uma porção de batatas, mas o chopp estava legal (fora a luta épica do Montanha contra as abelhas).

Enfim, se existem templos sagrados para os amantes do futebol esse é o Museu do Futebol, vale a pena ir.

O Patão não compareceu, pois foi passar suas férias em Acapulco.