O Fino da Bola

Blog de Futebol e Podcast de Futebol e outros Esportes

O Fino da Bola - Blog de Futebol e Podcast de Futebol e outros Esportes

Abrem se as cortinas – Começam os campeonatos estaduais 2013

do blog do futebol

Os campeonatos estaduais 2013 de futebol começam nesta semana. Com um calendário bastante apertado, muitos clubes vão colocar em campo seus reservas, deixando os titulares para rodadas seguintes.

Já está bastante cristalizada a ideia de que os certames estaduais nada valem, são um engodo, porém nenhum time entrega de mão beijada, quer ganhar no seu reduto, quer exercer a Continue lendo

Repost Papo do Fino PodCast de Futebol e Esportes Programa 85 Entrevista com Matheus Caldeira Goleiro do Corinthians Campeão da Copa São Paulo Júnior 2012

O Papo do Fino está de férias, mas a caravana passa e as carrapetas não param! Confira um dos programas perdidos, publicado originalmente em 08 de fevereiro de 2012, totalmente resgatado e novinho em folha.

E semana que vem começa a temporada 2013 do Papo do Fino. Aí sim!

No ar, o Papo do Fino, úúúlll podcast do Futebol e Esportes do blog Continue lendo

Papo do Fino PodCast de Futebol e Esportes Programa 85 Entrevista com Matheus Caldeira Goleiro do Corinthians Campeão da Copa São Paulo Júnior 2012

No ar, o Papo do Fino, ulll PodCast de Futebol e Esportes do blog O Fino da Bola.

Nesse programa, Montanha e Rodrigo Bronquinha batem um papo com Matheus Caldeira, goleiro do Corinthians campeão da Copa São Paulo Júnior 2012.

Iniciando a carreira; as dificuldades de entrar num grande clube; os problemas das categorias de base; futebol vs. educação; as diferenças entre juniores Continue lendo

Os grandes goleiros do futebol brasileiro

Nada melhor do que termos no 1º post do ano um texto sobre os camisas 1…

Se formos pensar em Copa do Mundo, a maioria dos goleiros que defenderam nossa meta foram muito questionados.

Esse assunto geraria um post imenso e horas de discussão.

Mas aqui, apenas suscitarei a discussão, focando apenas nos times de São Paulo e nas Copas que assisti.

Na última Copa, Julio Cesar, inquestionável, defendeu – e falhou feio – na África do Sul. Na Alemanha, o questionável DidaNa vitoriosa campanha da família Felipão, Marcos foi destaque.

1990, 94 e 98 foram de Taffarel. Sem brilhar, mas trazendo segurança, é um dos símbolos de seleção brasileira em Copas mesmo sendo discreto. Mas sempre foi questionado!

Em 82 sofri com Valdir Perez, convocado e titular mesmo com Leão em fase muito melhor. Em 86 o seguro Carlos defendeu nossa meta.

Exceção feita a Julio Cesar, nenhum dos demais podem ser apontados como responsáveis principais, seja por sucessos ou fracassos.

Mas muitos goleiros brilharam por aqui.

Palmeiras fez escola durante muitos anos e mesmo goleiros medianos tinham destaque. Leão foi um monstro. Ainda teve Velloso, Zetti (que depois brilharia pelo Tricolor), Ivan, entre outros. Até o centroavante Gaúcho teve destaque no gol alviverde. Sem falar, é claro, de Marcos.

O Corinthians, que na democracia sofreu com Solito (mas também teve Leão e Carlos), teve em Ronaldo seu grande ícone. Nunca foi brilhante, mas sempre seguro. Teve Dida e Felipe, grandes goleiros, e vê surgir um bom Júlio César. Não sei se alguém comentaria sobre Doni, mas creio que deve ser citado.

O São Paulo teve Gilmar Rinaldi, Zetti e o ídolo Rogério Ceni, colocado como um mito pelos torcedores.

No Santos, inesquecível somente Rodolfo Rodrigues. Dá desgosto lembrar de sua monstruosa defesa contra o América de Rio Preto na Vila Belmiro, e lembrar de Fábio Costa, Felipe e Rafael.

Outros goleiros merecem ser lembrados, como Neneca, campeão brasileiro com o Bugre em 78, João Leite (que chegou à seleção, mas pelo Galo) e Sérgio Nery.

Na Ponte não foi diferente. Além de Carlos e Valdir Perez, ex-seleção, Sérgio Guedes era um belo goleiro, e mais recentemente Aranha, que depois da Ponte não encontrou o mesmo sucesso.

Da Lusa, merece algum destaque Ewerton, que por muitos anos defendeu o clube. Félix merece ser citado, mas como nunca vi jogar e era questionado, só será colocado para que a Portuguesa não fique com poucos nomes, afinal, o time anda meio sem crédito no mercado.

E aí, gente, cometi alguma injustiça? Esqueci de alguém?

Lembrem-se: só vale quem viu jogar!

Os melhores goleiros dos últimos 25 anos

O IFFHS (Federação Internacional de Historia e Estatística do Futebol) é responsável pelos rankings mais polêmicos e discutidos do mundo. Afinal, a federação tomou para si a responsabilidade de tabular o futebol, e não é um órgão regulamentado pela FIFA.

Enfim, honrando as tradições, o IFFHS divulgou semana passada (13/10) o ranking com os melhores goleiros dos últimos 25 anos – enquanto prepara a tábua de todos os tempos!

O critério foi o seguinte: foram consultados os rankings anuais da própria IFFHS, de 1985 até agora. Os 20 melhores de cada ano ganharam pontos, sendo que para o 1º lugar foram atribuídos 20 pontos e assim por diante até o 20º, com 1 ponto.

Para a confecção desses rankings, o IFFHS monta uma lista conforme atuações em partidas internacionais pela seleção principal, partidas de jogos olímpicos, finais de copas nacionais e campeonatos nacionais e internacionais de clubes. Essa lista é enviada para goleiros das seis federações internacionais que elegem os melhores de cada ano.

Os critérios estão no site www.iffhs.de e espero ter traduzido da forma correta, pois o Terra, onde vi a matéria, só listou o top ten, sem qualquer explicação sobre os critérios.

Sem mais delongas, vamos aos melhores goleiros dos últimos 25 anos:

1. Gianluigi Buffon

2. Peter Schmeichel

3. Edwin van der Sar

4. Iker Casillas

5. Oliver Kahn

6. José Luis Félix Chilavert

7. Andoni Zubizarreta

8. Walter Zenga

9. Taffarel

10. Michel Preud’homme

Petr Cech é o 11º; Dida o 14º; Dasaev é apenas o 27º, atrás dos folclóricos Jorge Campos e Thomas Ravelli, e a frente apenas três posições de Rogério Ceni.

Os demais brasileiros na lista são: Julio Cesar (36), Zetti (46), Gomes (61), Doni (92), Carlos (101), Hélton (114) e pasmem… São Marcos na qüinquagésima nona colocação!

Você assina embaixo?