O Fino da Bola

Blog de Futebol e Podcast de Futebol e outros Esportes

O Fino da Bola - Blog de Futebol e Podcast de Futebol e outros Esportes

As 4 armas do Atlético campeão

Nesta última quarta-feira o Atlético venceu o Olímpia e se sagrou pela primeira vez campeão da taça Libertadores da América. A campanha do Galo foi muito boa na primeira fase, teve um clássico brasileiro e jogos complicados na fase final do campeonato. Mas observando a campanha do Atlético eu quero colocar alguns fatores que ajudaram a fazer do time o atual campeão da América. Vamos a eles: Continue lendo

Corinthians Campeão da Recopa 2013

Nogueira escreveu que 2013 seria um ano repleto de Majestosos. Foram previstos de 6 a 8 confrontos entre as equipes, mas de fato serão meia-dúzia (graças às eliminações precoce de ambos na Libertadores). Sorte do São Paulo, pois até agora, dos 4 confrontos realizados foram 3 vitórias corintianas e 1 empate. Detalhe: dos 4 jogos apenas a segunda partida da Recopa não teve mando são-paulino – o que prova mais do que nunca que SPFC significa São Para Festas Corintianas!

CAPA57_180713_013013

Mas não quero falar dos confrontos Continue lendo

Milagres no Horto – Atlético na final da Libertadores

Por Rafael Oliveira

O Atlético-Mineiro sem dúvidas é o melhor time do futebol brasileiro neste ano, com grandes nomes no elenco, como Diego Tardelli, Jô, o jovem Bernard e o craque Ronaldinho. O time vem apresentando um bom futebol e quando as coisas não funcionam, uma força vem das arquibancadas, a torcida atleticana, vem fazendo do estádio Independência um verdadeiro caldeirão que tem ameaçado os adversários. Por conta da Copa do mundo o estádio do Mineirão acabou entrando em obras, então o Atlético adotou o estádio Independência como casa, mais precisamente o “Horto”. E esse nome tem feito adversários tremerem.

vitoria do Galo nos penaltis

vitoria do Galo nos penaltis

O grito “caiu no Horto ta morto” já virou Continue lendo

Mata-mata na Libertadores

Começa a fase de mata-mata na Libertadores de América.

Fox Sports

Fox Sports

Inicia-se sem dúvida o momento mais importante da Libertadores, apesar que na primeira fase tivemos grandes duelos, sobretudo entre os brasileiros nos confrontos entre São Paulo x Atlético e Grêmio x Fluminense.

Corinthians e Boca repetem a final do ano passado aonde só um time jogou, provavelmente, se a lógica seguir o Corinthians deve passar sem maiores sustos. Parece que o fantasma da Bombonera já não tira o sono de mais ninguém. Será o reencontro de Martínez com a torcida corinthiana, o bom meia que agora organiza as jogadas xeneizes ao lado do eterno Riquelme. Quem passar pega Newell’s ou Velez.

O Palmeiras que não tinha muitas esperanças agora vai enfrentar o bom time do Tijuana, que tirou a invencibilidade corintiana na competição e vem fazendo bela apresentação. É um jogo difícil de prever já que o Palmeiras é realmente um time imprevisível, capaz de levar sonoras goleadas e partidas cheias de garra, mas acho que a competição acaba por aqui para o alviverde.

São Paulo e Atlético Mineiro devem ser as melhores partidas dessa fase. O Atlético, que teve sua invencibilidade tirada pelo tricolor, fez uma primeira fase praticamente impecável, sendo o 1° colocado geral com uma rodada de antecedência e tem os retornos de Bernard e Diego Tardeli ao ataque, o que muda muuuuuuiiiiiiitttttto a equipe que jogou no Morumbi. Já pelo lado tricolor, ressuscitou da bacia das almas, praticamente desclassificado, precisou de uma combinação de resultados e parece ter retomado o fôlego necessário, com a volta de Jadson e Luis Fabiano (esse só para a segunda partida) pode dar um suadouro no galo, mas nas últimas edições aonde pegou brasileiros pela frente -Inter, Grêmio, Fluminense e Cruzeiro – não conseguiu passar. Apesar de minha torcida, acho que o Galo passa. Aliás quem passar daqui pode encarar só brasileiros até a final. Na próxima fase encara ou Palmeiras ou Tijuana.

Por fim o caminho no meu ponto de vista mais fácil, o Grêmio encara o Santa Fé da Colômbia e o Fluminense pega o Emelec do Equador. Na primeira fase esses dois times tiveram uma campanha no mínimo estranha, mas passaram com direito a surra no Luxa no Chile. Os dois brasileiros devem passar, mas acho que para o Grêmio as coisas podem azedar – palpite. Quem passa do Grêmio deve pegar o Nacional do Uruguai e do Fluminense, Olímpia (PAR) ou o medonho Tigre (ARG).

tigre-libertadores-size-620

Aliás, o Tigre é um belo exemplo da decadência do futebol argentino, ao lado do Arsenal de Sarandí, tem feito partidas horripilantes repletas de botinadas e confusões.

Esses são os meus palpites, quais os seus?

Palpites secos para as oitavas da Libertadores!

Na próxima semana começam os testes para cardíacos com a fase de mata-mata da Libertadores.

Deixarei meus palpites, já considerando os jogos de ida e volta, eis os meus eleitos para as batalhas das quartas-de-final:

libertadores-2013

Atlético-MG vs. São Paulo - São Paulo

Palmeiras vs Tijuana - Palmeiras

Corinthians vs. Boca Juniors - Corinthians

Vélez vs. Newells - Vélez

Santa Fé vs. Grêmio - Santa Fé

Nacional vs. Garcilaso - Garcilaso

Olímpia vs. Tigre - Olímpia

Fluminense vs. Emelec - Fluminense

E como diria o poeta Galvão: “Haja coração, amigo!!”

Palmeiras classificado para as oitavas na Libertadores.Torcer e vibrar, sim… se iludir, não!

E não é que contra todos os prognósticos de Jucas, Casagrandes e afins, o Palmeiras se classificou para as oitavas da Libertadores?

Estive nos três jogos dessa primeira fase no Pacaembú, e o que posso dizer é que os jogadores palmeirenses estão correndo demais. Dividem cada bola como se fosse a última de suas vidas. Se falta técnica, vai na base da vontade.

torcida-palmeiras

E até as invenções do Kleina, colocando o Juninho de meia, Marcelo Oliveira de zagueiro, Wesley de atacante tem surtido efeito.

Acho bastante representativa essa classificação do Palmeiras, há apenas duas semanas ecoavam os 6 gols do Mirassol, numa das noites mais infelizes da história palestrina.

É importante para a instituição recuperar a auto-estima, e isso facilita bastante o trabalho da diretoria pra colocar a casa em ordem. Quanto menos motivos para crise, melhor.

Para o torcedor a hora é de torcer e vibrar com essa fase. Mas há um senso comum entre a torcida de que não dá pra se iludir. Chega uma hora em que só vontade não adianta. Todos sabem das limitações do elenco.

Mas como sonhar (ainda) é de graça. Vai que, né!

Avanti Palestra!

O novo uniforme do Corinthians

Na última quarta-feira o Corinthians estreou o seu novo uniforme. O modelo foi inspirado no uniforme do time campeão brasileiro de 1990, na minha opinião uma homenagem muito justa.

camisa

Nem o mais otimista dos corintianos diria no começo do campeonato que aquele time terminaria como campeão. Com jogadores medianos e com Neto sendo o grande destaque do time, o Corinthians conseguiu superar no mata-mata, equipes bem melhores como Atlético-MG, Bahia e na final o São Paulo.

Foi a partir do título brasileiro de 1990 que o Corinthians começou a se tornar um time realmente grande. Desde 1959 quando os campeonatos nacionais começaram a ser disputados, o Corinthians tinha chegado apenas a uma final em 1976, ocasião em que perdeu para o Internacional, mas a partir da segunda final onde conseguiu conquistar o Campeonato Brasileiro pela primeira vez, o Corinthians se transformou em um time que começou a brigar por títulos nacionais.

Se em 31 anos de disputas o Corinthians chegava apenas a sua segunda final de um torneio nacional, nesses 22 anos após a conquista do Brasileiro de 1990, o Corinthians conquistou mais quatro Brasileiros, três Copas do Brasil e ainda foi duas vezes vice-campeão Brasileiro e duas da Copa do Brasil. Além dos três títulos internacionais com a conquista da Libertadores e de dois mundiais.

Que mais homenagens como essa possa acontecer no futuro, para que equipes que foram marcantes na história do clube sejam sempre lembradas pela diretoria e pelos torcedores.

Luis Fabiano, o Almir Pernambuquinho moderno

luispernambuquinhoQual a relação existente entre Luis Fabiano e o folclórico Almir Pernambuquinho dos anos 60 e 70?
Quem é mais ligado ao futebol já deve ter ouvido falar de um ou mais atacantes rabugentos, ranzinzas e brigões. Almir Pernambuquinho foi um deles, o mais célebre.
Pernambucano “cabra macho” até o último fio de cabelo o atacante, até onde entendo era um jogador de muito talento que não jogou a Copa de 58 pois recusou a convocação tempos antes para uma excursão na Europa. Morreu assassinado aos 36 anos em uma de suas brigas.
Luis Fabiano não chega a ser comparável ao atacante de Santos, Vasco e Flamengo, porém tem um gênio muito difícil de domar. Melhorou infinitamente após a mudança de treinador, realmente tem sido um “gentleman” com Ney Franco se compararmos os tempos de Leão aonde os pitis eram rotineiros.
Lembro de quando eu era pequeno, quando as coisas aconteciam errado, a culpa era sempre de alguém, eu nunca tinha feito nada de errado, mas por incrível que pareça todas as evidências provavam o contrário.
Não sei qual solução seria viável para os problemas que vem acontecendo com o atleta, de 33 anos.
Punir exemplarmente, tirando parte dos salários ou retirando ele da equipe titular não surtiria mais nenhum efeito nessa altura da vida e dos campeonatos.
Passar a mão na cabeça e dizer que ele não fez nada também não ajuda, pois sempre vai ficar aquele sentimento de impunidade meio que mostrando que suas atitudes são toleradas.
Fato é que o São Paulo não pode depender dele como centroavante pois os atos de indisciplina tendem a se manter assim como seus pedidos de desculpa a cada seis meses.
Enfim, como fazer para novos Almires Pernambuquinhos sustentem seu gênio no mundo do futebol e consigam ser mais profissionais e menos emocionais em um ambiente de trabalho que costuma confundir as duas coisas?

Começa a Libertadores e os times brasileiros

Copa Libertadores da América

Copa Libertadores da América

Essa é uma pequena análise da Copa Libertadores e os times brasileiros na maior competição das Américas.

Diferente das outras temporadas a Libertadores desse ano promete!

Ademais dos inúmeros clubes internacionais que participam da competição, o que vale para nós são os times brasileiros.

É uma competição muito boa de assistir, apesar dos estádios nas alturas, pancadaria Continue lendo